Talvez recentemente você esteja se preparando e aprendendo sobre o Sacramento da Confirmação para que, nos próximos meses, possa ser um dos milhares de católicos que recebem o sacramento da confirmação todos os anos. Se for esse o caso, parabéns! Conheça alguns fatos cruciais que todos os que se preparam para a Crisma devem saber.

1. A Crisma é a finalização do Batismo

O Batismo marcou o início de seu relacionamento com Cristo. Sua alma mudou permanentemente e você recebeu a graça de Deus. Por meio da Crisma, o Espírito Santo fortalece essas graças, dá a você mais graças e as sela todas dentro de você – como um presente cuidadosamente embrulhado! Isso te aproxima de Cristo e te prepara melhor para enfrentar os desafios diários da vida cristã.

 2. A Crisma aumenta os dons do Espírito Santo

Quer saber mais sobre essas graças impressas em você? Elas são chamadas de Dons do Espírito Santo. O Papa Francisco fez uma homilia sobre cada um deles: Sabedoria, Entendimento, Ciência, Fortaleza, Piedade, Conselho e Temor de Deus. Você tem esses dons desde o seu Batismo, mas a Crisma os aprofunda e os fortalece, pois te aproxima ainda mais de Cristo e da comunidade Católica. Pense nisso como um time de jogadores de basquete. É possível obter bons resultados de uma equipe de jogadores que acabou de conhecer seu treinador e só jogou juntos algumas vezes, mas você obterá excelentes resultados com uma equipe de jogadores unidos que foi treinada pelo mesmo treinador por anos. O batismo é como ser apresentado à equipe (a Igreja) e ao seu treinador (Jesus). A Crisma é como os anos de prática e formação necessários para realmente unir uma equipe.

3. Uma missão de Deus: operação Crisma

Você sabia que ao receber o sacramento da Confirmação, você aceita uma missão dada por Deus? No Evangelho de Mateus, Jesus diz a Seus discípulos para batizarem todas as nações em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Mais tarde, o Espírito Santo desce sobre os discípulos em Pentecostes e eles recebem a coragem de assumir a missão que Jesus lhes deu anteriormente. A Crisma é o seu Pentecostes pessoal. O Espírito Santo desce sobre você, e você aceita o mesmo desafio dado por Jesus aos discípulos.

4. O crisma é muito mais do que um óleo de cheiro doce

O crisma, o óleo perfumado que os bispos usam para fazer o sinal da cruz na sua testa, significa muito mais do que apenas te deixar perfumado. Ele ajuda a mostrar uma conexão com o seu Batismo – a primeira vez que você foi ungido com óleo. Mostra cura e limpeza também. Acredite ou não, também significa preparação para a batalha espiritual com o Diabo. Por que? O óleo é escorregadio e, nos tempos antigos, os guerreiros se cobriam com ele antes da batalha para dificultar que seus inimigos os agarrassem. Em outras palavras, o crisma torna difícil que o Diabo te agarre!

5. Por que na minha testa?

Você provavelmente se perguntou isso enquanto o óleo do crisma escorria em seu rosto durante a Crisma. São Tomás de Aquino explicou que é feito desta forma porque sua testa faz parte do rosto – a primeira coisa que as pessoas veem quando falam com você. Ter o óleo do crisma espalhado em sua testa proclama ao mundo que a primeira coisa que as pessoas devem notar a seu respeito é sua fé em Cristo.

6. Como assim um novo nome? 

Muitos católicos adotam o nome de uma figura bíblica ou santo que consideram inspirador em sua Crisma. Isso mostra a sua intenção de copiar a dedicação deles a Deus. Faz dele ou dela um amigo celestial que rezará e intercederá por você em sua jornada cristã. Outros católicos optam por não escolher um novo nome e ficar com aquele com o qual foram batizados para mostrar a estreita ligação da Crisma com o Batismo!

7. A Crisma é antiga

Os fiéis têm recebido o Sacramento da Confirmação por quase 2.000 anos. Existem até exemplos disso registrados na Bíblia! Em Atos 19, o apóstolo Paulo impõe as mãos (assim como o bispo faz durante a Crisma hoje em dia) sobre um grupo de crentes e o Espírito Santo desce sobre eles. Então, quando você é crismado, você está compartilhando uma antiga e rica tradição da qual milhões de católicos participaram ao longo da história.

8. Você não está sozinho

Para ser crismado, você deve escolher um padrinho ou uma madrinha para orientá-lo durante o processo. Essa pessoa é um grande exemplo do que significa ser católico. Ela reza por você e fornece um sistema de apoio para sua fé. A Crisma certamente o torna mais bem equipado para lidar com a vida como cristão, mas isso não significa que as coisas sempre serão fáceis. Durante os momentos mais difíceis, não se esqueça de seu padrinho ou sua madrinha.

Espero que esses fatos te ajudem em sua jornada até a Crisma. Pode parecer trabalhoso agora se preparar para receber o sacramento, mas tudo valerá a pena em breve. Toda a Igreja está torcendo por você!

_____________

Autor: Trenton Mattingly

Eu sou do Kentucky e considero que este é o melhor estado. Eu gosto bastante de teologia católica, rock e bibliotecas, mas (geralmente) não tudo isso ao mesmo tempo. Uma vez fui chamado de má influência por ajudar um frade franciscano a aprender a andar de skate e estou muito chateado por não haver um Santo Trenton, mas espero mudar isso um dia.

Fonte: Life Teen

Traduzido por Angela de Oliveira – Membro da Rede de Missão Campus Fidei, servindo no Núcleo de Tradução, além de atualmente coordenar o Grupo de Estudo Online Santa Teresa de Calcutá.

Deixe seu comentário