[N.T.: O texto original utiliza a palavra rosary, que somente no Brasil pode ter duas traduções: “terço” – a recitação de cinco dezenas, contemplando 1 dos 4 Mistérios – ou “rosário” – o objeto ou a recitação de todos os 4 Mistérios: Gloriosos, Gozosos, Dolorosos e Luminosos. No texto a seguir, optou-se por priorizar a tradução “terço”, sendo a forma mais popularmente conhecida.]

 

De acordo com Irmã Lúcia, vidente das aparições de Fátima, na primavera de 1916… “Quando três pastorinhos de Fátima estavam na encosta da colina conhecida como Cabeço, sob uma rocha chamada Loca, viram, ao longe, um jovem se aproximando deles que parecia ser feito de luz. Quando os alcançou, disse: ‘Não temais! Sou o Anjo da Paz. Orem comigo’. E, ajoelhando em terra, curvou a fronte até o chão e disse as seguintes palavras três vezes: ‘Meu Deus! Eu creio, adoro, espero e amo-Vos! Peço-Vos perdão por aqueles que não creem, não adoram, não esperam e Vos não amam’. Depois, ergueu-se e disse: ‘Orai assim. Os Corações de Jesus e Maria estão atentos à voz das vossas súplicas’.” (Irmã Lúcia, Apelos da Mensagem de Fátima)

A primeira mensagem do anjo, dada a Lúcia Santos, Jacinta e Francisco Marto antes das aparições de Maria, prepara o caminho. Isso é coerente com a missão dos anjos nas escrituras. A mensagem do anjo de Fátima é uma oração de fé, adoração, esperança e amor. É a oração que silenciosamente profiro em preparação para receber a Eucaristia. É uma oração Eucarística de intercessão, reparação e beleza. A última frase do anjo assegura às crianças que “Os Corações de Jesus e Maria estão atentos às suas súplicas” – um lembrete a todos. Essa oração do anjo é uma pequena catequese na mensagem de Fátima.

A Equipe de Libertação de Maria: Lúcia, Jacinta e Francisco

Recentemente eu tive a honra de coordenar uma conferência sobre o papel de Maria na derrota de Satanás. Padres e leigos servindo no ministério da Igreja de cura, libertação e exorcismo estavam presentes. Um dos formadores, um monsenhor, deu uma palestra acerca da relevância da mensagem de Fátima para os dias atuais. Durante sua apresentação de powerpoint, a figura das três criancinhas de Fátima foi mostrada e o monsenhor disse: “Aqui está a equipe de libertação de Maria!”. Seu comentário me pareceu uma lição profunda sobre a mensagem de Fátima, no que se refere à armadura de Deus (cf Ef 6). Jesus Cristo é o exorcista-chefe e Ele permite a Virgem Maria proclamar Sua vitória através do amor e das virtudes insondáveis dela, que esmagam o maligno. Uma vez testemunhamos um jovem possuído que foi completamente liberto pela oração do Magnificat de Maria no Evangelho de Lucas.

Maria, o rosário, a oração de intercessão e a reparação fazem parte da armadura de Deus. Lúcia, Jacinta e Francisco foram ensinados por Nossa Senhora: “Orem, orem muito e façam sacrifícios pelos pecadores. São muitas almas que vão ao inferno, porque não há quem se sacrifique e rogue por elas” (Fátima, 19 de agosto de 1917). Esta é uma vital e perene exortação mariana. É um chamado urgente à reparação pelos pecadores. Ela procura a eterna salvação das almas. A resposta das crianças foi exemplar, tão preocupadas estavam sobre as almas precipitadas no inferno. Uma visão inesquecível do inferno lhes foi concedida. As crianças de Fátima eram parte da equipe de libertação de Maria, porque elas intercediam contra os poderes do inferno, que querem levar a maior quantidade possível de almas para o abismo do eterno sofrimento.

Se, por auto-sacrifício, oração de intercessão e reparação, Lúcia, Jacinta e Francisco eram parte da equipe de libertação de Maria, poderiam também fazer parte aqueles que fizessem o mesmo? Alguns podem resistir à ideia de uma guerra espiritual. É desagradável, mas é real. Negar ou se desconectar da realidade da guerra espiritual é fútil e torna a pessoa mais vulnerável. A missão de salvar almas em cooperação com o plano de Deus, o Evangelho, é a missão de toda Igreja. Viver sacramentalmente unido a Cristo e Sua Igreja nos torna dignos de fazer parte da equipe de libertação de Jesus e Maria. Nosso sim a Deus é um sim a se tornar um soldado de Cristo. As aparições de Fátima nos recordam a realidade do inferno, a consequência de um pecado não arrependido e a rejeição a Deus. A mensagem de Fátima é mais relevante do que nunca.

O arsenal espiritual confiado aos católicos é infinitamente mais poderoso que as táticas demoníacas de destruição e morte. O terço dos anjos decaídos, Satanás e seus companheiros estão atualmente causando estragos, porém não devemos atribuir aos poderes das trevas mais crédito do que lhes é devido. Como filhos da Luz, nosso armamento de Luz é mais poderoso do que compreendemos. Os espíritos do mal temem Nossa Senhora, a Eucaristia, os anjos e santos, e a oração do terço. Esses são todos os componentes da mensagem de Fátima.

Fátima: O Ostensório de Maria

Pe. Donald Calloway, em sua magnífica obra mariana, Campeões do Rosário, escreve: “Quando Ir. Lúcia se tornou freira enclausurada, ela foi capaz de entrar em uma vida eucarística mais orante e intensa. Irmã Lúcia viu Maria como o primeiro ostensório que revelou Jesus às nações (a palavra ‘ostensório’ vem da palavra latina mostrare, que significa ‘mostrar’). Em seus escritos, Ir. Lúcia enfatizou que Maria também é o tabernáculo vivo da presença de Jesus Cristo. A completa obra de nossa redenção teve início no Imaculado Coração de Maria”.

As aparições marianas em Fátima são uma revelação do amor e misericórdia encarnados de Cristo. Maria é enviada do céu. Ela não vem por vontade própria, mas aparece de acordo com a vontade divina. Ela sempre vem como portadora de Cristo. A Eucaristia é o amor encarnado de Deus-corpo, sangue, alma e divindade de Jesus Cristo. A mensagem de Nossa Senhora de Fátima é sobre a salvação das almas. O apelo é à fé, à Eucaristia, à oração, à reparação, à esperança e ao amor transformador.

Em união com Cristo e Sua Igreja, a mensagem de Fátima nos convida e nos recorda a nos oferecermos como vítimas do amor encarnado, vítimas de expiação para a conversão da humanidade. Nós somos feitos para o amor encarnado, portadores de Cristo, inclusive para aqueles que nos contrariam ou nos perseguem. O verdadeiro amor sacrifica, repara, cria. Maria, que irradia a luz de Cristo e é um ostensório vivo, nos ajuda a nos tornarmos humildes, pobres e quebrantados para que possamos nos tornar ostensórios vivos da Eucaristia.

Fátima: A Arma do Rosário

Quanto à Irmã Lúcia, segundo Pe. Donald Calloway: “depois de receber a Eucaristia pela primeira vez, ela se ajoelhou e rezou diante de uma estátua de Nossa Senhora do Rosário, e depois atestou que a estátua sorriu a ela. Durante as aparições em Fátima, Maria ressaltou a importância da recitação do terço. Todas as três crianças se tornaram campeãs do rosário e encorajaram outras a rezar com eles antes de cada aparição… depois das aparições em Fátima, Nossa Senhora continuou a instruir Ir. Lúcia sobre a importância do terço.” (Campeões do Rosário, p. 246).

As contas do Terço

Da Serva de Deus Lúcia dos Santos, citada pelo Pe. Calloway:

A Santíssima Virgem, nestes últimos momentos em que vivemos, deu uma nova eficácia para a recitação do terço, de uma forma que não há problema, não importa quão difícil seja, seja temporal ou acima de tudo espiritual, na vida pessoal de cada um, de nossas famílias… que não possa ser resolvido pelo terço. Não há nenhum problema, te digo, não importa quão difícil seja, que não possa ser resolvido pela oração do santo terço.

Uma pessoa bem-intencionada pode, e deve, recitar cinco dezenas do terço todos os dias. O terço deveria constituir o alimento espiritual de cada pessoa.

Quando os amantes estão juntos, gastam horas e horas repetindo a mesma frase: ‘Eu te amo!’. O que falta nas pessoas que consideram o rosário monótono é o Amor; e tudo que não é feito por amor é inútil”. (Campeões do Rosário, p. 247)

Quando os amantes estão juntos, gastam horas e horas repetindo a mesma frase: “Eu te amo!”. O que falta nas pessoas que consideram o rosário monótono é o Amor; e tudo que não é feito por amor é inútil”. (Campeões do Rosário, p. 247)

Oração Final

Nossa Senhora de Fátima, rogai por nós, suas crianças na terra que têm grande necessidade de sua ajuda. Conceda, através de sua intercessão maternal, que sejamos completamente revestidos da armadura de Deus. Mãe da Graça, nos ajude a nos tornarmos um ostensório vivo da Eucaristia, e membro da equipe de libertação de Deus para a missão de salvar as almas. Em ti, santa Mãe, nós cremos, adoramos, esperamos e amamos seu Filho Jesus. Pedimos perdão por aqueles que não creem, não adoram, não esperam e não amam o Senhor.

_____________

Autor: Kathleen Beckman

Kathleen tem servido à Igreja por 25 anos como uma católica evangelista, autora, diretora certificada de retiros inacianos, diretora espiritual, apresentadora de rádio e escritora. Em sua diocese, atua como coordenadora leiga do ministério de exorcismo e libertação, tendo concluído cursos sobre libertação do mal no Seminário Mundelein e em Roma. Faz parte do conselho consultivo do Instituto Papa Leão XIII e do Magnificat, um ministério para mulheres católicas.

Fonte: Catholic Exchange

Traduzido por Gabriel Dias – Membro da Rede de Missão Campus Fidei, servindo no Núcleo de Tradução, além de atualmente participar do Grupo de Estudo Dating em Brasília – DF.

Deixe seu comentário